quarta-feira, fevereiro 10, 2010

Escrever...

Eu não tenho poder sobre ninguem, tambem nem quero ter... E se tenho não quero exerce-lo. Não posso dizer: "Não você tem que continuar, você não pode desistir". Quero dizer... Eu posso dizer essas coisas, mas não posso obrigar alguem a continuar lutando. Não é justo para a pessoa continuar só porque eu tenho medo. Mas tambem não é justo pra mim que me peçam permissão para ir embora. Quem sou eu, pra dizer se tu pode ir, como é que você vai liberar alguem que tu ama pra ir embora?

Existem vários tipos de doenças... Umas são visíveis, outras não.. Quem tem as invisíveis diz que preferia ter as visíveis porque assim seria tratado como doente que é. Tu não pode prender um doente, certo?
... Quando você tem um braço quebrado as pessoas te ajudam a fazer as coisas, elas entendem que você não está bem, não te culpam. Mas quando é algo aqui dentro que está quebrado [ aponta para o coração, cerebro, depende da pessoa, do momento.] aí ninguém entende. Ninguém perdoa...

Sei lá...

Nenhum comentário: